Blog

Bem vindo ao Blog da Uktech! Aqui você vai encontrar notícias, artigos, dicas de tecnologia e muito mais.

06
AGO

Rede de Computadores e Cabeamento Estruturado

Por: uktech
Categoria: Tecnologia

Um Projeto de Cabeamento Estruturado é um estudo (ou planejamento) detalhado, destinado a implantação de uma rede de computadores que possa satisfazer as necessidades de alguém (pessoa física ou jurídica), sendo o compartilhamento de informações e recursos o objetivo mais comum. Dependendo da natureza do projeto, ele deverá atender não só as expectativas do presente, mas também estar adequado para as mudanças no futuro, isto é, ser “modular” de forma a permitir o crescimento da rede, conforme o surgimento de novas necessidades, sem prejudicar o atual estado de sua funcionalidade. O projeto deve seguir o “Sistema de Cabeamento Estruturado” que é a padronização do cabeamento, envolvendo normas técnicas, de modo a facilitar o uso e manutenção da rede com seus meios de transmissão integrados (voz, dados, multimídia, etc).

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

São vários os detalhes envolvidos em um projeto de redes de computadores. Para se ter uma ideia, podemos destacar alguns exemplos:

  • Coleta de informações: Deverá ser feita de acordo com os requisitos do cliente;
  • Projeto lógico da rede: É o planejamento de todos os detalhes da rede que será implantada e utilizada. Exemplo: topologia da rede (estrutura), esquema de endereçamento, protocolos (regras padronizadas), softwares a serem utilizados, segurança e gerência;
  • Projeto físico da rede: É a seleção de tecnologias e dispositivos a serem usados. Exemplo: placas de rede, cabos, hubs, switches, roteadores, computadores, impressoras, etc;
  • Testes e análise do projeto (considerando imprevistos);
  • Realização de ajustes/melhorias no projeto;
  • Custo do projeto (de modo a atender o melhor custo-benefício);
  • Documentação do projeto;
  • Treinamento de pessoal.

Independente do tamanho e do grau de complexidade, o objetivo básico de uma rede de computadores é garantir que todos os recursos de informação sejam compartilhados rapidamente, com segurança e de forma confiável. Para tanto, a rede deve possuir meios de transmissão eficientes, regras básicas (protocolos) e mecanismos capazes de garantir o transporte das informações entre os seus elementos constituintes. A operacionalização de uma rede de computadores tem como objetivos básicos prover a comunicação confiável entre os vários sistemas de informação, melhorar o fluxo e o acesso às informações, bem como agilizar a tomada de decisões administrativas facilitando a comunicação entre seus usuários. Nenhuma solução para a infra-estrutura de uma rede de computadores pode ser classificada como definitiva quando analisada em um contexto geral. Muitos atributos devem ser cuidadosamente observados o que torna qualquer comparação bastante difícil e complexa. Em muitos casos deve-se dar preferência pelas soluções modulares.

A modularidade de uma rede pode ser caracterizada como sendo o grau de alteração de desempenho e de funcionalidades que esta rede pode experimentar devido a mudanças no seu projeto original. Dentre os benefícios que as arquiteturas modulares oferecem estão as facilidades para modificações das funções lógicas dos elementos de hardware, que permitem sua substituição independente da sua relação com outros elementos. Além disso, um sistema modular oferece ainda a facilidade para crescimento no que diz respeito às configurações, permitindo melhorias de desempenho e funcionalidade e um baixo custo para ampliações e mudanças de layout.

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

Uma rede bem dimensionada é caracterizada pela capacidade de suportar todas as aplicações para as quais foi projetada inicialmente, bem como aquelas que futuramente possam surgir. Não deve ser vulnerável à tecnologia, ou seja, seu projeto deve prever a utilização de novos recursos, sejam novas estações, novos padrões de transmissão, novas tecnologias, etc.

A qualidade e eficiência da rede têm relação direta com o seu projeto, com as operações realizadas entre suas estações, com sua confiabilidade e seu custo operacional. A confiabilidade de uma rede pode ser medida, por exemplo, em termos do tempo decorrido entre falhas que aconteçam durante seu funcionamento e também por sua capacidade de recuperação.

Na ocorrência de defeitos, a rede deve ser tolerante a falhas causadas por hardware e/ou software, de forma que tais falhas causem apenas uma alteração momentânea no seu funcionamento. Para o caso de problemas mais graves, a rede deve possuir dispositivos de redundância que sejam automaticamente acionados tão logo ocorra uma falha ou esta seja detectada. O ideal é que a rede seja capaz de continuar operando mesmo com a presença de falhas, embora com um desempenho menor.

Por definição, um sistema estruturado baseia-se na disposição de uma rede de cabos que suporte qualquer equipamento de telecomunicações (todos os sistemas de sinais de baixa voltagem que conduzam informações dentro dos edifícios, tais como voz, dados, imagem, segurança, etc.) e que possa ser facilmente redirecionada, no sentido de prover um caminho de transmissão entre quaisquer pontos desta rede. A infra-estrutura para essa rede estruturada representa o conjunto de componentes necessários ao encaminhamento e passagem dos cabos, para aplicações multimídia, em todo os pontos da edificação, assim como os produtos necessários à instalação dos componentes ativos do sistema que compõem uma rede de computadores. Fazem parte dessa classificação materiais como eletrocalhas, eletrodutos, caixas de passagem, gabinetes, suportes de fixação, etc.

Uma rede estruturada elimina a dispersão dos cabos destinados ao transporte dos sinais de dados na área de instalação, não permitindo a mistura com os demais cabos de eletricidade e controle, por exemplo, identificando os cabos e facilitando a manutenção. Dessa forma, garante a flexibilidade e facilidade de manutenção. Com esta solução, é possível eliminar os cabos desnecessários, já que é feito um remanejamento na estrutura da rede.

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

Um sistema de cabeamento estruturado integra diversos meios de transmissão (cabos de pares, cabos de fibra óptica, cabos coaxiais, etc) que suportam múltiplas aplicações como voz, vídeo, dados, controle, etc.

O conjunto de suas especificações garante a implantação modular com uma capacidade de expansão programada. O que faz um sistema de cabeamento estar apto para atender as exigências técnicas dos novos padrões de comunicação não é apenas a escolha dos componentes, mas sim quatro níveis de competência: Projeto, escolha dos produtos, instalação e certificação. Os produtos utilizados asseguram a perfeita conectividade para os dispositivos de redes existentes e preparam a infra-estrutura para as tecnologias emergentes.

A topologia empregada facilita os diagnósticos e manutenções. Um sistema de cabeamento estruturado fornece uma plataforma universal, sobre a qual é construída a estratégia de um sistema corporativo/global de informações. Possui uma infra-estrutura flexível, podendo suportar voz, dados, vídeo e sistemas com multimídia. Um projeto pode incluir várias soluções independentes de cabeamento, de diferentes tipos de meios, instalados em cada estação de trabalho, com a finalidade de suportar as exigências de performance dos múltiplos sistemas.

Fontes:

www.clubedainformatica.com.br

www.projetoderedes.com.br

Seja simples ou complexo, podemos auxiliar em seu projeto da Rede de Computadores e Cabeamento Estruturado.

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

Saiba mais sobre nosso Trabalho! Clique aqui e Confira!

Rede de Computadores e Cabeamento Estruturado

Por: uktech
Categoria: Tecnologia

Um Projeto de Cabeamento Estruturado é um estudo (ou planejamento) detalhado, destinado a implantação de uma rede de computadores que possa satisfazer as necessidades de alguém (pessoa física ou jurídica), sendo o compartilhamento de informações e recursos o objetivo mais comum. Dependendo da natureza do projeto, ele deverá atender não só as expectativas do presente, mas também estar adequado para as mudanças no futuro, isto é, ser “modular” de forma a permitir o crescimento da rede, conforme o surgimento de novas necessidades, sem prejudicar o atual estado de sua funcionalidade. O projeto deve seguir o “Sistema de Cabeamento Estruturado” que é a padronização do cabeamento, envolvendo normas técnicas, de modo a facilitar o uso e manutenção da rede com seus meios de transmissão integrados (voz, dados, multimídia, etc).

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

São vários os detalhes envolvidos em um projeto de redes de computadores. Para se ter uma ideia, podemos destacar alguns exemplos:

  • Coleta de informações: Deverá ser feita de acordo com os requisitos do cliente;
  • Projeto lógico da rede: É o planejamento de todos os detalhes da rede que será implantada e utilizada. Exemplo: topologia da rede (estrutura), esquema de endereçamento, protocolos (regras padronizadas), softwares a serem utilizados, segurança e gerência;
  • Projeto físico da rede: É a seleção de tecnologias e dispositivos a serem usados. Exemplo: placas de rede, cabos, hubs, switches, roteadores, computadores, impressoras, etc;
  • Testes e análise do projeto (considerando imprevistos);
  • Realização de ajustes/melhorias no projeto;
  • Custo do projeto (de modo a atender o melhor custo-benefício);
  • Documentação do projeto;
  • Treinamento de pessoal.

Independente do tamanho e do grau de complexidade, o objetivo básico de uma rede de computadores é garantir que todos os recursos de informação sejam compartilhados rapidamente, com segurança e de forma confiável. Para tanto, a rede deve possuir meios de transmissão eficientes, regras básicas (protocolos) e mecanismos capazes de garantir o transporte das informações entre os seus elementos constituintes. A operacionalização de uma rede de computadores tem como objetivos básicos prover a comunicação confiável entre os vários sistemas de informação, melhorar o fluxo e o acesso às informações, bem como agilizar a tomada de decisões administrativas facilitando a comunicação entre seus usuários. Nenhuma solução para a infra-estrutura de uma rede de computadores pode ser classificada como definitiva quando analisada em um contexto geral. Muitos atributos devem ser cuidadosamente observados o que torna qualquer comparação bastante difícil e complexa. Em muitos casos deve-se dar preferência pelas soluções modulares.

A modularidade de uma rede pode ser caracterizada como sendo o grau de alteração de desempenho e de funcionalidades que esta rede pode experimentar devido a mudanças no seu projeto original. Dentre os benefícios que as arquiteturas modulares oferecem estão as facilidades para modificações das funções lógicas dos elementos de hardware, que permitem sua substituição independente da sua relação com outros elementos. Além disso, um sistema modular oferece ainda a facilidade para crescimento no que diz respeito às configurações, permitindo melhorias de desempenho e funcionalidade e um baixo custo para ampliações e mudanças de layout.

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

Uma rede bem dimensionada é caracterizada pela capacidade de suportar todas as aplicações para as quais foi projetada inicialmente, bem como aquelas que futuramente possam surgir. Não deve ser vulnerável à tecnologia, ou seja, seu projeto deve prever a utilização de novos recursos, sejam novas estações, novos padrões de transmissão, novas tecnologias, etc.

A qualidade e eficiência da rede têm relação direta com o seu projeto, com as operações realizadas entre suas estações, com sua confiabilidade e seu custo operacional. A confiabilidade de uma rede pode ser medida, por exemplo, em termos do tempo decorrido entre falhas que aconteçam durante seu funcionamento e também por sua capacidade de recuperação.

Na ocorrência de defeitos, a rede deve ser tolerante a falhas causadas por hardware e/ou software, de forma que tais falhas causem apenas uma alteração momentânea no seu funcionamento. Para o caso de problemas mais graves, a rede deve possuir dispositivos de redundância que sejam automaticamente acionados tão logo ocorra uma falha ou esta seja detectada. O ideal é que a rede seja capaz de continuar operando mesmo com a presença de falhas, embora com um desempenho menor.

Por definição, um sistema estruturado baseia-se na disposição de uma rede de cabos que suporte qualquer equipamento de telecomunicações (todos os sistemas de sinais de baixa voltagem que conduzam informações dentro dos edifícios, tais como voz, dados, imagem, segurança, etc.) e que possa ser facilmente redirecionada, no sentido de prover um caminho de transmissão entre quaisquer pontos desta rede. A infra-estrutura para essa rede estruturada representa o conjunto de componentes necessários ao encaminhamento e passagem dos cabos, para aplicações multimídia, em todo os pontos da edificação, assim como os produtos necessários à instalação dos componentes ativos do sistema que compõem uma rede de computadores. Fazem parte dessa classificação materiais como eletrocalhas, eletrodutos, caixas de passagem, gabinetes, suportes de fixação, etc.

Uma rede estruturada elimina a dispersão dos cabos destinados ao transporte dos sinais de dados na área de instalação, não permitindo a mistura com os demais cabos de eletricidade e controle, por exemplo, identificando os cabos e facilitando a manutenção. Dessa forma, garante a flexibilidade e facilidade de manutenção. Com esta solução, é possível eliminar os cabos desnecessários, já que é feito um remanejamento na estrutura da rede.

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

Um sistema de cabeamento estruturado integra diversos meios de transmissão (cabos de pares, cabos de fibra óptica, cabos coaxiais, etc) que suportam múltiplas aplicações como voz, vídeo, dados, controle, etc.

O conjunto de suas especificações garante a implantação modular com uma capacidade de expansão programada. O que faz um sistema de cabeamento estar apto para atender as exigências técnicas dos novos padrões de comunicação não é apenas a escolha dos componentes, mas sim quatro níveis de competência: Projeto, escolha dos produtos, instalação e certificação. Os produtos utilizados asseguram a perfeita conectividade para os dispositivos de redes existentes e preparam a infra-estrutura para as tecnologias emergentes.

A topologia empregada facilita os diagnósticos e manutenções. Um sistema de cabeamento estruturado fornece uma plataforma universal, sobre a qual é construída a estratégia de um sistema corporativo/global de informações. Possui uma infra-estrutura flexível, podendo suportar voz, dados, vídeo e sistemas com multimídia. Um projeto pode incluir várias soluções independentes de cabeamento, de diferentes tipos de meios, instalados em cada estação de trabalho, com a finalidade de suportar as exigências de performance dos múltiplos sistemas.

Fontes:

www.clubedainformatica.com.br

www.projetoderedes.com.br

Seja simples ou complexo, podemos auxiliar em seu projeto da Rede de Computadores e Cabeamento Estruturado.

Solicite um Orçamento e Saiba Mais!

Saiba mais sobre nosso Trabalho! Clique aqui e Confira!

Comentários

Mostrar Comentários